Mulheres na Matemática

Maternidade no currículo

Postado por analuz em 21/jul/2018 - Sem Comentários

Você já ouviu falar do “Parent in Science”? É  um projeto criado em 2017 com o propósito de discutir a maternidade no universo acadêmico brasileiro. Para o estudo, cujos resultados preliminares foram apresentados em maio no 1º Simpósio Brasileiro sobre Maternidade e Ciência, em Porto Alegre, foram ouvidas 1.182 pesquisadoras – 921 mães. A maternidade teve impacto negativo na trajetória profissional de 81% delas.

As pesquisadoras do “Parent in Science” lançaram o movimento Maternidade no Lattes, que incentiva cientistas a incluírem em suas biografias, na plataforma, o tempo dedicado aos filhos durante a licença-maternidade. “A menção à maternidade no currículo acadêmico é uma prática comum em vários países”, comenta Rossana. “O objetivo é mostrar que não se pode comparar a produtividade de um pesquisador que não teve pausas na sua carreira com a de outro profissional que passou um período afastado.”

Quer saber mais? Leia um artigo completo sobre o tema na revista Pesquisa Fapesp on line:

Maternidade no currículo

Translate »
Skip to content